sexta-feira, 21 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

senta escreve e sente
senta vê e fala
senta fica e vem
senta pede e mostra
senta bebe implora
senta vibra e morre
senta ajoelha e seja

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Do mundo dos sonhos,
Do mundo das palavras recortadas,
Do mundo das idéias pulverizadas,
Do mundo das vidas construídas,
Do mundo dos personagens travestidos,
Do mundo meu.

Tentei fazer as pazes com a realidade,
E só enxerguei a merda de tudo,

O peso da poeira,
A dor dos vidros quebrados,
O cheiro das canecas imundas,
O medo da porta que se fecha,
O barulho de um assovio cortante,
O tato do piche escorrendo pelas muralhas,
A falta da saída, a falta da chave,

Me dá licença
que eu vou voltar pro meu castelo.